Lanchonete: como montar um espaço de sucesso

“Mesmo na crise, as pessoas não param de comer”. Esta frase popular pode ser uma explicação para o crescimento do setor de alimentação nos últimos anos. Diversos estabelecimentos como bares e lanchonetes surgiram como alternativa aos altos índices de desemprego registrados no Brasil recentemente.

Mas, como tirar a ideia de uma lanchonete do papel e obter sucesso? Quais são os primeiros passos para quem busca no setor de alimentação uma nova fonte de renda?

A primeira ação a ser tomada e a mais importante é planejar com todo o cuidado como será criado o novo negócio. Para conseguir sobreviver ao mercado é necessário encontrar o ponto certo (de preferência com grande fluxo de pessoas), além de oferecer produtos adequados à região e ao público.

Com estes dois quesitos definidos é o momento de verificar qual o valor disponível para ser investido em equipamentos e como será feita a montagem do espaço.

A seguir vamos apresentar alguns produtos que são importantes para o funcionamento de uma lanchonete, no entanto, vale lembrar que aqui são apenas algumas sugestões genéricas e cada negócio tem a sua particularidade que deve ser analisada caso a caso.

Balcão com vitrine – Móvel responsável pela divisão entre funcionário e público, o balcão com vitrine pode ser feito de aço inox com vidro temperado para que os produtos fiquem à mostra dos clientes.

Há três categorias: os refrigerados, os aquecidos e os neutros. É importante conhecer o produto a ser comercializado, pois é a definição do alimento que indicará qual o equipamento adequado para ser comprado.

Refrigerador – Para conservar os alimentos, é necessário a utilização de refrigeradores.
Há dois tipos mais comuns: o vertical, em formato de geladeira (comum que temos em nossas casas e que são fechadas) e as que possuem porta com vidro para expor os produtos à venda ou simplesmente para armazenamento de produtos, e o horizontal, que aproveita o espaço inferior e aumenta o local de estocagem, sendo oferecido com as opções de tampo superior de aço inoxidável ou de granito, quando necessário.

Este pode ficar no ambiente de preparação dos alimentos ou no setor de produção onde pode-se utilizá-lo de diversas formas (produtos acabados e os ingredientes utilizados na cozinha).

Liquidificador – Recomenda-se a compra de um equipamento profissional, pois este é capaz de preparar quantidades maiores por vez, além de ter uma durabilidade de até 5 anos.

Em comparação com os liquidificadores usados em residências, a opção industrial traz mais vantagens à lanchonete.

Chapa quente – Utilizada para a preparação de lanches em geral, a chapa é de extrema importância para a futura lanchonete, afinal será ela a responsável pela preparação dos lanches do local.

Com bandeja de coleta de gordura na lateral, a chapa é de fácil limpeza e manuseio.

Estas são dicas simples que podem ajudar você a começar o seu negócio com lanches e afins. A BR&SP conta com uma equipe de profissionais especializados em montar negócios de acordo com as necessidades do cliente. Entre em contato conosco que certamente poderemos ajudá-lo.